Direção do Hospital de Patos divulga Nota sobre Bloqueio do Ministério do Trabalho. Veja



NOTA DE ESCLARECIMENTO

As direções do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) e da Maternidade Dr. Peregrino Filho esclarecem que:

· A Procuradoria Geral do Estado está tentando viabilizar os pagamentos dos salários dos profissionais e prestadores de serviço das unidades em uma conta em juízo. Isso se faz necessário para que o Governo do Estado fique legalizado perante os órgãos de controle, sem ônus de duplicidade de pagamento, já que o repasse referente a esses valores já havia sido feito para o Instituto Gerir;
· Em relação a esse bloqueio judicial de recursos destinados ao pagamento dos médicos, objeto de uma ação judicial movida pelo Sindicato da categoria, vale esclarecer que o bloqueio se restringe ao pagamento dos médicos, mas, que o Governo do Estado atua para que todos os funcionários e prestadores de serviço recebam, indistintamente;
· Vale ressaltar que o passivo trabalhista das rescisões contratuais são de responsabilidade do Instituto Gerir, uma vez que o Estado já tinha efetuado os repasses regulares para a OS;
· Reiteramos que em nenhum momento os serviços tanto do Complexo, quanto da Maternidade foram interrompidos e desde já, agradecemos publicamente a compreensão, compromisso, esforço e profissionalismo de todos os funcionários das duas unidades que, mesmo passando momentos difíceis, entenderam que a situação é momentânea e será resolvida, e continuaram a prestar atendimento sem prejuízos à população.

Liliane Sena
Diretora Geral do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC)

Dr. Umberto Marinho Junior
Diretor Geral da Maternidade Dr. Peregrino Filho




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.