Diocese de Patos divulga Carta orientando fies



Orientações e comunicação da Diocese (20 de março de 2020)

Amado Povo de Deus, Saúde e Paz!

A Igreja vem assumindo de forma atualizada as orientações e determinações a respeito do cuidado e prevenção do COVID 19 (Novo Corona vírus).

Acatamos a recomendação nº. 05/2020 do Ministério Público da Paraíba enviada à Diocese no dia 20 de março de 2020 considerando o seu teor: “1) Suspendam em todos os municípios que integram as respectivas entidades/organizações, pelo prazo de 90 (noventa) dias, contados do recebimento desta recomendação, quaisquer eventos religiosos que gerem a aglomeração de pessoas, como por exemplo, missas, cultos, reuniões, retiros, palestras e outras atividades do gênero; 2) A suspensão indicada no item 1, não abrange os eventos religiosos que venham a ser realizados com o único objetivo de serem transmitidos remotamente como ,por exemplo, por rádio, televisão ou internet, desde que possam ser praticados apenas com a presença das autoridades religiosas e de seus auxiliares, sem a presença de outras pessoas alheias à referida transmissão;”

A Diocese (Paróquias, Comunidades, pastorais, movimentos e todos os serviços da Igreja) obedece a esta determinação sem deixar de definir “o modo pastoral” de continuar a sua missão, sua atividade e suas obrigações ordinárias, e orienta:

1.            Os Padres poderão cumprir a agenda de celebrações a portas fechadas) contando com o serviço da Pascom que por meio da internet, rádio e tv poderão transmitir as referidas celebrações; inclusive as celebrações da semana Santa (Tríduo Pascal) devem seguir esta orientação;

2.            Para a Celebração da Missa Crismal, acolhemos a orientação da CONGREGAÇÃO PARA O CULTO DIVINO E A DISCIPLINA DOS SACRAMENTOS: “Avaliando o caso concreto nos diversos Países, o Bispo tem a faculdade de adiar para data posterior” (Decreto 153/20). Sendo assim, a referida celebração na diocese de Patos será marcada em tempo oportuno;

3.            Ficam suspensas, até nova ordem, as celebrações comunitárias de outros sacramentos como Batismo e Matrimônio, Confissão e Unção dos Enfermos, podendo os mesmos serem celebrados individualmente em situação de extrema necessidade;

4.            O Atendimento nas secretarias paroquiais seja definido pelos respectivos párocos observando a realidade local e as necessidades essenciais da vida pastoral;

5.            Considerando as obrigações e os compromissos ordinários das paróquias sejam feitas as orientações e motivações em vista da manutenção por meio do Dízimo e das ofertas. Os meios de comunicação, as redes sociais poderão contribuir com estas providências;

Concluindo, faço um sincero convite à Espiritualidade do “Jejum e da solidariedade” superando todo medo e renovando a esperança em Jesus, o Bom Pastor, e contemos com a proteção Materna de Nossa Senhora da Guia.

Dom Eraldo Bispo da Silva

Bispo Diocesano

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com