Dinaldo Wanderley começou a sua carreira política em 1992



O ex-prefeito Dinaldo Medeiros Wanderley começou a sua trajetória política em 1992, quando foi lançado candidato a prefeito de Patos pelo então deputado federal Rivaldo Medeiros, que era seu tio e ex-prefeito da cidade.

Naquele ano, Dinaldo foi candidato pelo PFL e perdeu a eleição, obtendo 13.144 votos, contra 14.959 de Ivânio, que foi eleito pelo PMDB. A diferença foi 1.815 votos em favor de Ivânio.

Em 1996, novamente pelo PFL, Dinaldo recebeu 19.577 votos e se elegeu prefeito de Patos pela primeira vez, vencendo a deputada estadual Francisca Mota, que terminou o pleito com 13.085 votos, diferença de 6.492 votos.

Nas eleições de 2000, Dinaldo se candidatou novamente pelo PFL e foi reconduzido ao cargo de prefeito de Patos com 27.697 votos, vencendo o atual deputado Nabor Wanderley, que obteve 15.121 votos, diferença de 12.576 votos.

Em 2006, já pelo PSDB, Dinaldo foi eleito deputado estadual com 32.082 votos, recebendo a décima maior votação daquele pleito. Destes, 16.456 sufrágios foram recebidos na cidade de Patos.

Em 2008, Dinaldo foi novamente candidato a prefeito de Patos desta feita pelo PSDB e enfrentou o então prefeito Nabor Wanderley que pertencia ao PMDB, mas teve os seus 20.651 votos anulados pela justiça eleitoral, por conta de problemas judiciais. Nabor venceu o pleito com 30.774 votos.

Em 2010, Dinaldo disputou mandato eletivo pela última vez, se elegendo deputado estadual com 26.822 votos, mas não cumpriu o mandato por que teve o seu registro de candidatura cassado por decisão do juiz Hamilton Carvalhido, do Tribunal Superior Eleitoral-TSE.

Por Genival Junior – Patosonline.com