Dinaldinho poderá renunciar após as convenções partidárias



O jornalista Luiz Gonzaga Lima de Morais, afirmou nesta domingo, 9, no programa Revista da Semana, veiculado na Rádio Espinharas FM 97,9, que o prefeito afastado de Patos, Dinaldinho Wanderley, poderá renunciar ao cargo logo após as convenções partidárias, que estão previstas para acontecer entre 31 de agosto e 16 de setembro.

Segundo o jornalista, a renúncia faria parte de um projeto para entregar o comando do município ao PSL, partido do deputado federal Julian Lemos, que após a janela de transferências aberta pela justiça eleitoral, ficou com uma bancada de oito vereadores.

Se confirmada a renúncia, a Câmara Municipal de Patos terá que eleger um prefeito e um vice-prefeito interinos para completar o atual mandato que vai até 31 de dezembro de 2020, retirando do cargo o prefeito interino Ivanes Lacerda.

O vereador Toinho Nascimento poderá ser o nome indicado pelo PSL para disputar a eleição indireta na Câmara, caso seja confirmada a renúncia de Dinaldinho.

Recentemente, Dinandinho foi indagado sobre essa possibilidade e negou que renunciaria ao cargo.

Por Genival Junior – Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.