Diante de pandemia do Coronavírus, filha de funcionária da Secretaria de Saúde do Município de Patos faz desabafo



A jovem Maria Clara Benício, que é filha de uma funcionária da Secretaria de Saúde do Município de Patos, fez um relato para a mãe diante da pandemia que assusta o mundo e exige medidas para evitar uma contaminação em massa.

A redação do Patosonline.com recebeu o relato e publica na íntegra:  

“A quarentena decretada pelo Governo da Paraíba e em sequência seguida por algumas prefeituras faz menção a prevenção ao covid-19 (Coronavírus), na qual o cumprimento dela ameniza o aumento na contaminação do vírus na população. Esclarecido não ser férias, nem tempo livre para diversão, todos devem ficar protegidos, dentro de suas casas.

Apesar de toda precaução, existem profissionais impossibilitados de desfrutar da prevenção na mesma proporção. Enfermeiros, médicos, policiais, e todos da área de saúde e segurança, precisam manter-se em funcionamento, para melhor atendimento social. Mas como seres humanos que são, também precisam de consideração. Investimentos Governamentais de profilaxia básica devem acontecer, máscaras de qualidade, álcool em gel, entre outros devem ser disponibilizados com urgência para esses profissionais, a escassez desses materiais é uma forma de descaso com a saúde dos mesmos, colocando em risco a estabilidade de muitos afinal, esses profissionais possuem família, e ao final de cada expediente retornam à suas casas… para alguns pode parecer momento de lazer, onde comentam usar o tempo livre para ver séries na Netflix comendo pipoca, enquanto para nós filhos desses profissionais fica a angústia, o  coração acelerado, com receio de que nossos pais que estão na linha de frente sejam atingidos e consequentemente nós.

A verdade é que a única proteção verdadeira que temos é a de Deus”.


Edição: Jozivan Antero – Patosonline.com