Desembargador mantém prefeito reeleito afastado do cargo no Cariri



O desembargador Arnóbio Alves  Teodósio, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), rejeitou o agravo impetrado pela defesa do prefeito reeleito de Camalaú, Sandro Moco (PSDB) contra a decisão monocrática que afastou o gestor do cargo.

Môco foi afastado da função em agosto durante a Operação Rent A Car, deflagrada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB). Ele é acusado de desviar recursos públicos do município através da locação de veículos de forma fraudulenta. Os carros alugados, segundo as investigações, eram registrados em nomes de laranjas, causando um prejuízo de R$ 314 mil ao erário.

Apesar de estar afastado do cargo, Sandro foi reeleito no último dia 15 com 55,34% dos votos contra 44,66% de Aristeu (Cidadania).

A defesa do gestor argumenta “que os requisitos fáticos e jurídicos que embasaram o afastamento não mais persistem”. O magistrado, porém, rejeitou o recurso.

MaisPB