Deputado Érico Djan lamenta morte de Pinto do Acordeon



É com grande pesar que nosso Gabinete Legislativo se solidariza com os familiares do querido Pinto do Acordeon, que faleceu na madrugada desta terça-feira, 21/07, vítima de um câncer na bexiga.

Francisco Ferreira Lima,o Pinto do Acordeon, era natural de Conceição, Sertão Paraibano. Em mais de 40 anos de carreira, gravou 20 álbuns e ganhou ressonância nacional com as apresentações conjuntas com o Mestre Luiz Gonzaga. Em um vasto repertório que encantou multidões pelo Nordeste, destaque-se a clássica “Nenem Mulher”.

Em Patos, cidade que sempre teve uma ligação especial, Pinto abria oficialmente as festividades de São João há muitos anos, e em cada show, evidenciava seu incrível vocação musical e inspiração artística.

Em julho de 2019, sua obra tornou-se “Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado da Paraíba”, projeto de lei da autoria do Deputado Walber Virgulino, aprovado por unanimidade pela Assembléia Legislativa.

Em setembro do mesmo ano, Pinto do Acordeon recebeu o título de “Mestre das Artes Canhoto da Paraíba”, reconhecimento da Secretaria de Cultura do Estado aos que contribuem com a valorização da arte e cultura no Estado.

Para todos nós patoenses, ficarão as boas lembranças de um profissional e ser humano extremamente humilde, simples e talentoso. A cada festa junina, o homenagearemos com suas canções! Seu valor de eternidade perpetuará seu legado às próximas gerações! Gratidão!

Assessoria




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.