Politica

Deputado Érico Djan diz que decisão de Germana Wanderley em não aceitar nomeação para a Funes, não teve sua interferência

O parlamentar disse que Germana tomou a decisão por razões de cunho individual

ÓTICAS GUIMARÃES

O deputado estadual Dr. Érico Djan, disse a produção do Patosonline.com, que a decisão de sua esposa Germana Wanderley, que declinou de assumir a direção da Fundação Ernani Sátiro-FUNES, não tem nenhuma interferência de sua parte.

O parlamentar disse que Germana tomou a decisão por razões de cunho individual, e assegurou respeitar a sua posição, por entender que ela tem maturidade suficiente para tomar as decisões que melhor lhe convier.

“Germana está tomando essa decisão, é uma coisa que tem sido separado apesar de sermos casados, unidos, mas respeito as questões pessoais e individuais”, comentou Dr. Érico.

Ele acrescentou que a decisão de Germana Wanderley foi motivada pela impossibilidade de contribuir com o trabalho da FUNES, e por essa razão deve ter declinado da função. A decisão foi comunicada por meio das redes sociais, na noite desta terça (29).

Por Genival Junior – Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo