• Dra Milena
Policial

Deputado Cabo Gilberto explica ao Patosonline.com sobre protesto dos policiais e bombeiros nesta segunda (20)

Cabo Gilberto (PL) entrou em contato com a reportagem do Patosonline.com para divulgar na região de Patos

ÓTICAS GUIMARÃES

Na próxima segunda-feira, dia 20, às 8h, Policiais e Bombeiros Militares irão se reunir em frente ao Palácio da Redenção, no centro de João Pessoa, para protestar contra a aprovação de uma Lei na Assembleia Legislativa da Paraíba, na última terça-feira (14), que, segundo representantes, deverá tirar diversos direitos, benefícios e reconhecimentos dos agentes das forças de segurança da Paraíba.

O que o deputado Cabo Gilberto (PL) entrou em contato com a reportagem do Patosonline.com para divulgar na região de Patos a ação, que visa combater o que ele chamou de ‘Pacote de Maldades de João Azevêdo’.

“Os deputados da base do governo aprovaram sem nem saber o que estava aprovando. Porque lá é assim, o que chega do governador é aprovado sem discussão, atropelação a CCJ com pedido de vistas do deputado Anderson. Uma vergonha o que aconteceu. Passei a noite toda acordado para colocar emendas, e votaram as emendas em bloco, quando eu destaquei todas. A Assembleia Legislativa é hoje um puxadinho do Palácio da Redenção, infelizmente digo isso”, afirmou Cabo Gilberto.

Segundo o parlamentar, a Lei vai tornar pior o que já era difícil. Segundo dados, a Polícia Militar da Paraíba tem o segundo menor salário do Brasil. Ele lamentou a situação e convocou os envolvidos a manifestar-se nessa segunda.

“Então estamos marcando esse grande movimento. O governador exterminou o salário dos policiais, o que estava ruim, ficou muito pior. Para a população ter uma ideia, quando o policial se aposentava, ele levava 100% do seu salário, e isso é Constitucional, de 2011 para cá, o ex-governador instituiu o bolsa desempenho, e isso aumentou a diferença, e com o pacote de maldades aprovado agora pelo atual governador, os policiais perdem mais ainda o salário, e as perdas chegam a 65% do salário. Imagine o cidadão ganhar ‘x’ e, ao se aposentar, perder 65% desse ‘x’. É uma vergonha, um absurdo. Pacote de maldades, e por isso estamos lutando duro para fazermos um grande movimento e mostrar ao governador a insatisfação de todos nós”, lamentou o deputado.

Ouça o deputado:

Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo