Delegado Hugo Lucena e Coronel Almeida da PM, falam sobre prisão de militar acusado de homofobia



Em entrevista concedida a imprensa patoense, o delegado de Polícia Civil, Hugo Lucena e o Coronel Almeida Rosas da PM, falaram sobre as investigações e como as policias chegaram até o cabo José Jorlânio Nunes de Lima.

O delegado Hugo Lucena, afirmou que as investigações começaram a partir de suspeitas de crimes de homofobia em Patos. Segundo ele algumas denúncias feitas foram averiguadas.

Em depoimento, uma das vitimas que sobreviveu a uma tentativa de homicídio, reconheceu o autor do crime, o que facilitou nas buscas das polícias.

O Coronel Almeida Rosas, disse que o Cabo José Jorlânio, está em prisão temporária de 30 dias, caso comprovado que ele realmente é culpado, será aberto na Polícia Militar um processo administrativo.

Dessa forma ele poderá responder as acusações e se confirmado a autoria dos crimes ele perderá a farda e cumprirá prisão militar. 

Eduardo Rabelo – Equipe Patosonline.com