Policial

Delegado fala sobre crime cometido com uma foice em Santa Terezinha

""O balconista da Panificadora Pão Quente, localizada no Centro de Patos, Jean Carlos Leandro Ferreira, 22 anos, foi morto com dois golpes de foice por volta das 10h de ontem, quarta-feira 10, no Sítio Santa Maria, zona rural do município de Santa Terezinha.
Jean, juntamente com outros dois colegas de trabalho, Vanderlei Alves de Sousa, 24, natural de Passagem, mas que residia no Bairro Maternidade e Francisco Everton Pereira Araújo, 21, morador da Rua do Meio, foram pescar no sítio dos avós de Everton, logo após o expediente deles na Pão Quente.
Chegando no local Vanderlei atingiu Jean pelas costas, aplicando-lhe dois golpes de foice na cabeça e depois o jogou no açude. O crime foi praticado na presença de Everton e de um irmão seu, que avisou a seus avós do ocorrido. Em seguida a avó de Everton disse que acionaria a Polícia.
Este teria levado o acusado para casa e em seguida foi à 5ª Superintendência de Polícia Civil denunciar Vanderlei. A Polícia foi até à casa em que o acusado estava e o prendeu em flagrante. Everton foi preso como cúmplice do homicídio.
O delegado Clenaldo Queiroz disse que o crime foi premeditado e configura-se como latrocínio, já que os acusados iriam ficar com a moto de Jean e revender as peças. "Inclusive já pegamos depoimento do dono de uma loja de peças, que disse que Everton foi procurá-lo para saber preços de algumas peças", disse Clenaldo.
""

Vanderlei

""

Everton

Na Delegacia Vanderlei tentou justificar seu ato bárbaro dizendo que foi ameaçado por Everton, que falou que caso ele não matasse o colega de trabalho, morreria, já que o mesmo conhecia bandidos da Rua do Meio que o liquidaria. Já Everton contou que ele foi quem sofrera as ameaças de morte feitas por Vanderlei se não ajudasse a matar Jean. "Ele está querendo me incriminar, jogar a culpa pra mim. Saber que eu o ajudei, fiz até feira de R$ 299,00 para ele", diz Everton. Os dois foram ouvidos na manhã de hoje pelo delegado Clenaldo, e devem ser transferidos da cela da 5ª Superintendência para o Presídio Regional de Patos. Jean era casado e tinha um filho de 4 meses.

fotos: arquivo e garimpandopalavras

Áudio – Fábio Diniz

Foto – Ilustrativa – Internet

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close