Delegado e comandante do 3° BPM falam sobre assaltante morto pela ROTAM em Patos



O delegado George Wellington responsável pela divisão de homicídios em Patos e que está a frente da investigação da morte do assaltante Edivan Mascena Alves, 18 anos, conhecido como “Dido”, concedeu entrevista a reportagem da rádio Espinharas e falou sobre a ação policial, que culminou com a morte do acusado.

De acordo com George, os policias da ROTAM se depararam com “Dido” após denuncias que o mesmo junto com outro comparsa teriam cometido dois assaltos. O primeiro a um jovem, quando  tomaram uma moto e um celular e em seguida, levaram três celulares de duas jovens.

“Por volta das 23h:00 a guarnição foi enviada a localidade e para prender esses meliantes, quando se deparou com o “Dido” foi dado voz de prisão, ignorado pelo acusado e reiterado o comando, que novamente não foi atendido, além do assaltante apontar a arma para os policias. Nesse momento a arma usada por “Dido” falhou na tentativa do disparo e os policiais reagiram”, contou o delegado.

Já o comandante do 3° BPM Ten. Cel. Enéas Cunha Rolim afirmou que depois da solicitação para uma chamada de um popular que afirmou ter sido assaltado e outras denuncias de roubo feitas por elementos em uma motocicleta com características parecidas. Uma guarnição da ROTAM interceptou uma motocicleta depois de perseguição e deu voz de prisão aos dois ocupantes da moto, mas eles não obedeceram e tentaram foragir.

“Após perseguir os dois elementos em uma motocicleta, os policias da ROTAM deram voz de prisão aos acusados, mas ele tentaram se evadir do local, no ultimo momento um deles sacou de um revólver e tentou efetuar disparos contra a guarnição que reagiu ferindo o indivíduo que caiu ao solo, enquanto o comparsa dele fugiu a pé, possivelmente baleado”, narrou o comandante.

A polícia vai abri inquérito para investigar a munição da arma sacada pelo assaltante que falhou no momento em que ele tentou atingir os policiais e concluir se os militares agiram de forma correta. 

 


 

Ouça as entrevistas