Delegado da PF não descarta possibilidade de existir laboratório de crack em Patos



O delegado Francisco Martins, chefe da Delegacia da Polícia Federa em Patos, foi entrevistado pelo repórter Fábio Diniz, da rádio 102 FM, na manhã de hoje, sexta-feira, onde fez um balanço da “Operação Mordaça”, deflagrada pela PF, PRF e Polícia Civil em Patos na tarde de ontem.


 


Todos os relatos do delegado, a imprensa de Patos já tinha tomado conhecimento, porém um foto que chamou a atenção, foi quando o delegado federal admitiu a possibilidade da existência de um laboratório para refino de crack em Patos.


 


Francisco Martins disse que não afirmava, porém não descartava a hipótese de existir um local, onde os traficantes possam, preparar, misturar e distribuir esse tipo de droga m Patos.


 


A mistura da droga, segundo o delegado, é feita para render mais aos traficantes, que muitos vezes misturam a matéria prima do crack, a cimento de construção, trigo e outras substâncias.


 


Você vai acompanhar agora e entrevista na íntegra, produzida pelo repórter Fábio Diniz, com o delegado Francisco Martins da Polícia Federal em Patos.


 


Marcos Oliveira