Delegado dá detalhes sobre crime trágico ocorrido na cidade de Condado. Ouça:



O delegado de polícia civil, Manoel Martins, concedeu entrevista ao repórter Higo de Figueiredo, da Rádio Espinharas, 105,1 FM, e deu detalhes sobre a morte de Juberlúcia Oliveira da Silva, de 30 anos, supostamente morta a facadas pelo ex-marido, Juberlânio Soares de Melo, na madrugada desta quarta-feira, (28), na cidade de Condado-PB, região metropolitana de Patos-PB.

Segundo o delegado, a polícia encontrou o corpo de Juberlúcia na sala da residência do casal, localizada na comunidade conhecida como Conjunto Novo, naquela cidade.

De acordo com levantamento policial, Juberlândio chegou em sua residência por volta das 00h30min, desta quarta, e havia arrombado uma porta de alumínio na casa.

No local do crime, a Polícia Civil encontrou também uma alavanca e uma faca peixeira, que teriam sido utilizadas pelo suspeito durante a prática criminosa, uma vez que existem evidências de luta corporal entre o casal, pois havia muito sangue espalhado pela casa.

Segundo Manoel Martins, Juberlândio, que ainda está foragido, também teria esfaqueado uma adolescente de 13 anos, filha de Juberlúcia, utilizando a faca peixeira encontrada na residência.

O delegado informou ainda que Juberlândio provavelmente está ferido, uma vez que a polícia encontrou um rastro e uma poça de sangue próximos a uma cerca, local onde possivelmente ele teria utilizado para deixar a cena do crime.

No local do crime, também havia uma criança de 5 anos que estava suja de sangue, e foi entregue aos cuidados do Conselho Tutelar daquele município.

A polícia segue investigando e realizando buscas no sentido de prender Juberlândio, que teria morto Juberlúcia por não aceitar o fim do relacionamento. Ouça as palavras do delegado Manoel Martins:

Patosonline.com.

Áudio de Higo de Figueiredo, Rádio Espinharas 105,1