Delegado confirma operação em PE, mas nega morte e prisão de assaltantes



O delegado Jorge Damaceno, que comanda a operação conjunta das policias Civil e Militar, para tentar capturar nos municípios pernambucanos de Carnaíba e Flores, os acusados de assaltarem bancos na cidade paraibana de Princesa Isabel, revelou na tarde desta quarta-feira (29), que nenhum bandido foi preso ou morto até o momento, como chegou a ser informado no período da manhã por setores da própria polícia pernambucana.

Jorge Damaceno disse ainda que, apesar da investigação ser intensa, inclusive com uso de helicóptero, o clima de insegurança ainda paira na região.

As informações do delegado foram divulgadas por uma emissora de rádio da cidade de Afogados da Ingazeira (PE).

Segundo informações, os batalhões sertanejos da PM pernambucana, a CIOSAC e Rocam, além de policiais civis, estão realizando cerco aos acusados na área de limite dos municípios de Carnaíba, Quixaba e Flores. As comunidades de Santa Rosa (Carnaíba) e Caiçara (Flores) são os principais focos da ação.

A Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social divulgou na noite desta quarta (29), uma nota onde nega confronto com mortes na região de Princesa Izabel. Durante a tarde, circulou a informação que assaltantes teriam sido mortos em confronto com a polícia.

Leia nota na íntegra.

A Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social da Paraíba informa que são inverídicas as informações que circularam a respeito da troca de tiros e da prisão de três homens acusados de roubar duas agências bancárias na cidade de Princesa Isabel, Sertão paraibano, na última terça-feira (28). A Secretaria informa ainda que nenhuma outra ação criminosa foi registrada no município até as 15h30 desta quarta-feira (29). 

De acordo com o secretário de Estado da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, as Polícias da Paraíba e de Pernambuco até agora não realizaram prisões, mas estão trabalhando de forma integrada para prender os acusados. “São 50 policiais militares, 20 civis, além de equipes pernambucanas, incluindo a Companhia Independente de Operações e Sobrevivência na Área de Caatinga (Ciosac), e policiais do setor de inteligência dos dois estados”, informou o secretário. 

Um helicóptero de Pernambuco também está sendo utilizado para monitorar a área. As ações policiais na região estão sendo coordenadas pelo delegado André Rabelo. 

A Polícia da Paraíba coordena atualmente a operação Divisa Segura, que tem como objetivo prevenir e enfrentar os crimes contra a vida e patrimônio, principalmente aqueles contra instituições bancárias. 

A Segurança Pública está atenta e vigilante e com o efetivo trabalhando para prender os acusados da ação criminosa no Sertão paraibano.


Patosonline com WSCOM e Maispb