Delegado Adjuto Neto informa que primeiro acusado pela morte de casal já foi identificado, mas está foragido. Ouça



O atentado cometido contra um homem e uma mulher na cidade de Patos, especificamente na madrugada da última segunda-feira, 30 de novembro, está gerando repercussão devido aos atos de crueldade que provocaram a morte das duas vítimas.

Yane Cristina Rodrigues Gouveia, de 40 anos, foi espancada e morta nas proximidades do local conhecido como cabaré, próximo ao Campo do Rato. Perto dela estava Antônio Matias Neto, de 35 anos, que foi brutalmente agredido. Ele foi socorrido e recebeu atendimento médico, porém veio a óbito na última terça-feira, dia 1 de dezembro (2020).

O delegado Adjuto Neto, da Polícia Civil de Patos, disse à imprensa local que, com base nas informações sobre o ocorrido, as diligências foram empreendidas de imediato e, portanto, a Polícia Civil conseguiu identificar o primeiro suspeito de ter cometido o duplo homicídio.

De acordo com o delegado, esse primeiro suspeito teria contado com o apoio de mais duas pessoas que se colocam como suspeitas de participação. Ele garantiu que as investigações estão indo bem e que logo esses dois suspeitos serão identificados também.

O primeiro homem identificado como suspeito de ter cometido o duplo homicídio está foragido, tendo em vista que não se encontra nos endereços onde poderia estar.

Adjuto Neto considerou que a fuga do suposto acusado indica que ele está temendo alguma coisa, mas disse que as diligências estão em continuidade para encontrá-lo.

Segundo relatos, os três autores do crime avançaram com um veículo sobre o casal (vítimas), sendo que apenas Antônio foi atropelado. Já a mulher de nome Yane Cristina teria sido alcançada em seguida e agredida com pedradas.

Ainda sobre o caso, o delegado contou que a situação foi iniciada numa loja de conveniência localizada de fronte ao Patos Shopping, a partir de uma discussão banal que resultou numa briga corporal. Em seguida o agressor e suspeito já identificado teria retornado com mais dois homens para agredir as duas vítimas já na localidade conhecida como Campo do Rato.

Ouça mais detalhes no áudio que segue:

Delegado Adjuto Neto

Matéria por Patosonline.com

Áudio – Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas FM, 97,9)