Delegada diz que violação de túmulos em Patos pode ser ação de vândalos que buscam roubar objetos. Escute



Após um assunto, de certa forma curioso, tomar projeção em toda a cidade, depois de ter sido divulgado na internet, a delegada Daniela Quirino falou a imprensa sobre a violação de túmulos que vem ocorrendo no Cemitério São Miguel, bairro Belo Horizonte em Patos.

Em um caso específico, a delegada informou que colheu as declarações dos familiares de um morto, a fim de saber se havia alguma coisa de valor no túmulo que pudesse configurar um furto ou tentativa do mesmo, porém, essa hipótese foi descartada pelos familiares.

A delegada disse ainda que não houve qualquer violação ao cadáver do morto, mas sim ao túmulo que o abriga. Ela suspeita que pode ter sido uma tentativa de vândalos, talvez na esperança de que ali encontrasse alguma objeto de valor.

As pessoas que trabalham e administram o cemitério vão responder perguntas que podem ajudar a esclarecer o que aconteceu.

Tiago Oliveira, coordenador do Cemitério São Miguel, também falou com a reportagem sobre o caso de violação de túmulo. Ele disse que o Boletim de Ocorrência foi feito junto à delegacia, que irá investigar a autoria da violação.

Ele ainda informou que após esse problema vai solicitar da administração pública a colocação de câmeras de segurança, bem como a implantação de melhorias no quesito da segurança.

Saiba mais na sonora que segue abaixo.

 

 


Matéria por Patosonline.com

 

Áudio – Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas)