Delegada acredita que Rejane foi morta por engano



A delegada Júlia valeska, da Polícia Civil em Patos, afirmou a nossa reportagem, que acredida que a comerciante, Rejane Felix, morta com vários tiros no último sábado, tenha sido assassinada por engano.

Ela afirmou que um dos acusados presos, declarou que foram ao Bar, para executarem um homem conhecido como "Joseilton", que conseguiu escapar.

O acusado não informou qual o motivo da tentativa da execução de Joseilton.

Confira a entrevista com a delegada       

444553540000′ codebase=’http://fpdownload.macromedia.com/pub/shockwave/cabs/flash/swflash.cab#version=7,0,0,0′ width=’260′ height=’60’ id=’mp3tube’ align=’middle’ border=’0’>