Cultura Nordestina de luto! Pinto do Acordeom não resiste e vai a óbito



O cantor e músico Pinto do Acordeon, 78 anos, veio a óbito na madrugada desta terça-feira, dia 21, após vários dias internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Pinto do Acordeon enfrentava câncer, problemas renais e era diabético.

Em 2019, Pinto Acordeon  apresentou  problemas nos rins e foi internado em hospital particular de João Pessoa. Ele realizou hemodiálise e pouco dias depois foi submetido a um cateterismo.

Em 2015, Pinto do Acordeon teve parte de uma das pernas amputada por conta de complicações causadas por diabetes. Anteriormente, o cantor já havia sido internado e submetido a uma angioplastia.

Francisco Ferreira Lima, o Pinto do Acordeon, nasceu no município de Conceição, no sertão paraibano. Ele se tornou popular a partir de apresentações que realizava junto a trupe de Luiz Gonzaga. Ele gravou cerca de 20 álbuns durante a carreira. ‘Neném Mulher’ é uma das músicas mais conhecidas do repertório.

A morte de Pinto do Acordeon deixa uma lacuna na Música Popular Brasileira (MPB) e no autêntico forró. O cantor abriu durante vários anos as festividades juninas na cidade de Patos.

A reportagem não tem ainda informações onde o corpo será sepultado.


Jozivan Antero – Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.