Policial

Criança de cinco anos morre após ser baleada na cabeça durante evento evangélico no Ceará

Criança foi baleado na cabeça e chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Criminosos dispararam vários tiros na direção de rival, que se abrigou na igreja.

ÓTICAS GUIMARÃES

Uma criança de cinco anos foi baleada e morta durante um evento evangélico em Crateús, no interior do Ceará, na noite deste sábado (12). A criança foi atingida na cabeça, próxima ao olho, e chegou a ser socorrida e levada a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Conforme testemunhas que preferem não se identificar, criminosos dispararam vários tiros contra um rival, que se abrigou na igreja para tentar fugir. Um dos disparos atingiu a criança de cinco anos, que estava próxima à mãe.

Na noite de sábado, ocorria uma festa ao lado do local onde ocorria um encontro de cristãos evangélicos, no assentamento São José, zona rural de Crateús; a criança de cinco estava com a mãe no culto quando os criminosos armados, que estavam na festa, atiraram várias vezes.

A Secretaria da Segurança afirma que equipes da Polícia Civil investigam o crime e procuram os criminosos. A motocicleta utilizada pelos suspeitos foi apreendida.

Perseguição e tiroteio

Durante a festa, dois homens perseguiram a atiraram várias vezes contra uma terceira pessoa. “Na igreja, todo mundo se abaixou, foi todo mundo pro chão; mas um dos tiros, infelizmente, acertou bem na criança e ela morreu”, relatou uma testemunha.

Em entrevista à rádio Poty, o organizador do evento evangélico, que presenciou o crime, disse que a mãe chegou a abraçar a criança para tentar protegê-la. “A irmã Toinha, mãe da criança, ela abraçou a criança para protegê-la, a gente até achou que ela tinha sido baleada. Ela ficou toda ensaguentada e nós pensávamos que ela também tinha sido atingida”, disse.

Denúncias

A Secretaria da Segurança pede pessoas com informações que possam contribuir com as investigações repassem informações aos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3692-3308, da Delegacia Regional de Crateús.

Informações também podem ser repassadas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, ou para o (85) 3101-0181, número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. “O sigilo e o anonimato são garantidos”, afirma a pasta.

Fonte: g1 CE


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo