Covid-19: consórcio público para aquisição de vacinas será instalado em março

São Paulo - Vacinação contra covid-19 aos profissionais da saúde do Hospital das Clínicas, no Centro de Convenções Rebouças.



Em reunião realizada no início da semana, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) definiu os trâmites da instituição de um consórcio público para aquisição de vacinas contra a Covid-19. A ideia é que todo o processo seja finalizado até o dia 22 de março.

De acordo com a entidade, o consórcio vai dar suporte aos municípios caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), do governo federal, não consiga atender a demanda do País.

O município interessado não terá custo para aderir à iniciativa. Os entes podem participar do processo até esta sexta-feira (5). Para isso, é necessário o preenchimento de um formulário específico disponível no site da FNP.

De acordo com o PNI, a obrigação de adquirir imunizantes para a população é do governo federal. No entanto, como há urgência para vacinar a população, o consórcio público, amparado na segurança jurídica oferecida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), se torna uma possibilidade de acelerar esse processo.

Dados das secretarias de Saúde de todo o País apontam que o Brasil registra, até o momento, 10,5 milhões de casos confirmados de Covid-19. O número de mortos até o último domingo (28) era de quase 255 mil.

Fonte: Brasil 61