Corpo de Antônio Ivo será velado na Assembléia do Estado



Antonio Ivo, de 65 anos, disparou uma arma contra o peito em uma das salas do prédio do antigo Paraiban, na Avenida Epitácio Pessoa, onde funciona a Casa Civil do Governador. Testemunhas informaram que Antonio Ivo chegou ao prédio demonstrando intenso nervosismo. Ele praticou o suicídio no gabinete do secretário adjunto do Gabinete Civil do Governador, Silvestre de Almeida Filho.


Antonio Ivo estava acompanhado por uma assessora, que tentou evitar a tragédia. Ele se afastou da assessora, entrou em uma sala e antes de fechar a porta foi indagado por "Teresinha" sobre o que pretendia fazer. Segundo a assessora, Antonio Ivo disse apenas: "Daqui a pouco você vai ver". Logo em seguida, se trancou na sala, sacou uma arma e disparou contra o próprio peito.


O disparo atingiu o coração de Antônio Ivo, transfixou o corpo e está alojada em uma das paredes da sala. Após ouvir o disparo, "Teresinha" entrou na sala e prestou os primeiros socorros à Antônio Ivo, que agonizando foi levado por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao hospital da Unimed. ele foi encaminhado até a sala de reanimação, onde foi atendido pelo médico Alberto Ivo, mas não resistiu ao ferimento e veio a óbito.


Nos bastidores, comenta-se que o suicídio estaria relacionado a dívidas que Antônio Ivo teria contraído em jogo ou em razão de desorganização das finanças pessoais e domésticas. Segundo informações, Antônio Ivo "passou o dia escrevendo", conforme apurou junto a assessora do prefeito.

 

O que seria uma carta de suicida foi colocado dentro de um envelope pelo próprio prefeito, que o lacrou e entregou à assessora. “Teresinha" não soube informar o conteúdo do documento, pois não abriu o envelope”.

 

As últimas palavras do prefeito de Santa Luzia foram dadas por celular ao governador do estado, Cássio Cunha Lima. Segundo informações da assessora do prefeito, “Teresinha”, assim que soube do fato, Cássio entrou em contato com o celular de Antônio Ivo. A Assessora informou que Cássio ligou para o celular de Antônio Ivo no momento em que a vítima era socorrida para o hospital da Unimed.

 

Ela disse que chegou a atender o telefone do prefeito, Cássio se identificou e pediu para falar com Antônio Ivo. “Bastante debilitado, o prefeito ainda murmurou algumas palavras pelo telefone ao governador, arregalou os olhos e não conseguiu dizer mais nada”, disse “Teresinha”.

 

O velório já está sendo preparado e acontecerá na Assembléia Legislativa, onde Antonio Ivo exerceu mandatos em várias legislaturas.

 

O médico Antônio Ivo de Medeiros, nasceu na cidade de Santa Luzia, no interior da Paraíba. Foi prefeito da cidade no final dos anos 70 e começo dos anos 80. Foi deputado estadual duas vezes, nas quais sempre lutou pelos interesses de Santa Luzia e da Região do Vale do Sabugi, assim como projetar a Paraíba por caminhos mais edificantes. Recentemente ocupou o Gabinete Adjunto da Casa Civil do Estado da Paraíba.

 

Com informações do Clickpb