Coordenador do DNOCS da Paraíba garante que fissuras no sangradouro do açude Jatobá não oferece risco de rompimento. Ouça



O Coordenador do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS, na Paraíba, Alberto Gomes, participou por telefone do programa Espinharas Notícias desta quinta-feira, dia 23, e na oportunidade explicou sobre as fissuras registradas hoje pela manhã na parede de contenção do açude do Jatobá, que no período da tarde veio a transbordar após período de 11 anos.

Ele disse que o órgão está sempre atento às inspeções que deve realizar anualmente nas 38 barragens de sua competência. De acordo com as últimas inspeções, Alberto citou que foram encontradas algumas anomalias, porém nada que possa comprometer a segurança desses mananciais.

Ele citou como problemas mais frequentes a obstrução das calhas que ocasionam as erosões, além dos arbustos que crescem com o tempo e acabam gerando as inconformidades a exemplo das registradas no açude Jatobá, na manhã de hoje, dia 23.

Diante da situação, ele informou que os técnicos do DNOCS apontaram no relatório que mesmo com as pequenas anomalias, o risco de rompimento das barragens e açudes é mínimo. Mas confirmou que após o período intenso de chuvas será feito um reparo em todos os mananciais.

Ainda sobre as fissuras no açude Jatobá, ele explicou que trata-se de uma falha no revestimento do sangradouro, e que pelo volume pequeno de água que está vazando, não existe qualquer perigo de rompimento. Após o período de sangria, Alberto garantiu que os reparos serão realizados.

Ouça mais detalhes na entrevista que segue.

Matéria por Patosonline.com

Áudio -Rádio Espinharas

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com