Cooperativa dos Taxistas discute com Ministério Público prorrogação do prazo para instalação do taxímetro em Patos



Representantes da Coorperativa dos Taxistas de Patos, estiveram reunidos nesta segunda-feira, 18, na sede do Ministério Público Estadual-MPPB, para discutir a prorrogação do prazo para a instalação do taxímetro em Patos, que termina no dia 15 de fevereiro.

O encontro aconteceu pouco depois da manifestação ocorrida nas principais ruas do centro de Patos, e contou com a participação do promotor de justiça, Elmar Tiago, com o taxista Dinho, representante da Cooperativa, e o advogado da entidade, Denis Fran.

Na oportunidade, os taxistas apresentaram justificativas para a não colocação do equipamento até 15 de fevereiro, entre elas o curto prazo concedido a categoria para se adequar a mudança.

Por sua vez, o Ministério Público Estadual se mostrou sensível a avaliar um novo pedido de prorrogação do prazo para a instalação do equipamento, mediante a comprovação da necessidade e de que tiveram início as instalações.

Já o representante da categoria, Dinho, avaliou a reunião como produtiva e acredita que os taxistas podem ficar mais tranquilos em relação a não cassação dos alvarás, desde que comprove pelo menos a aquisição do equipamento.

Em Patos, mais de 700 taxistas aguardam a publicação do decreto municipal com a definição dos valores tarifários, para iniciar o procedimento de instalação do taxímetro. Em nenhum momento os taxistas foram contra a instalação, contestaram apenas o prazo curto de 30 dias.


Por Genival Junior – Patosonline.com