Confusão e surpresa em Sessão da Câmara Municipal de Catingueira



Há mais de um ano que os vereadores do município de Catingueira-PB, localidade de aproximadamente 5 mil habitantes, localizado no Vale do Piancó, Sertão paraibano, tentam votar as contas do primeiro ano da administração do atual e reeleito prefeito Edivan Félix (PL), sem êxito.


 


Na noite de ontem, terça-feira, era grande a expectativa em torno dessa questão, já que findava o prazo para a Câmara julgá-las.


 


Primeiramente partidos de oposição solicitaram apoio à promotora da Comarca de Piancó, Andréia Pequeno, que autorizou reforço policial, do III BPM, sediado em Patos, para garantir a tranqüilidade necessária para que os vereadores apreciassem e votassem o relatório.


 


Depois disso, antes do início da sessão e sem motivos aparentes, o prédio da Câmara ficou sem energia, sendo preciso o serviço de eletricista.


Farsa


 


A sessão durou algo em torno de 35 minutos, segundo informações passadas pelo vereador e membro da comissão relatora das contas públicas municipais, Humberto Pires (PSDB).


 


Além dele, fazem parte dessa comissão o relator, Jailson Leite (PDT) e Solange Campos (PR). Esta foi acusada de não querer participar na elaboração do relatório, que seria votado na sessão de ontem. "Inclusive ela se negou a assinar as atas. Temos testemunhas dessa atitude lamentável da vereadora", reclama Humberto.


 


No início da sessão, quando o relator começou a ler seu relatório final, a vereadora Solange solicitou a palavra e argumentou que, como integrante da comissão, não participara de sua elaboração.


 


Os motivos dela não participar da elaboração do documento foram passados ao presidente do Legislativo, Emídio Chagas, que surpreendeu a todos por já ter em mãos um comunicado previamente elaborado e digitado, dando um prazo de três dias para que a secretaria da Câmara apurasse o caso. Em seguida este não permitiu mais a fala dos vereadores e encerrou a sessão, segundo o vereador Humberto.


 


Marcos Eugênio – garimpandopalavras