Comunidades Quilombolas do médio sertão da Paraíba conquistam cestas básicas junto a Governo da Paraíba



A Ação Social Diocesana de Patos, entidade-membro da Cáritas Brasileira,  juntamente com a Comissão das Comunidades Quilombolas do Médio Sertão, apresentou ao governo do estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Mulher e Diversidade Humana, através da Gerência de Igualdade Racial, demanda para aquisição e distribuição de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade diante do atual contexto social, político e econômico do país.

A demanda apresentada a esta Secretaria de Estado foi de 521 cestas para atender famílias que residem em dez comunidades quilombolas no Médio Sertão da Paraíba, cuja situação tem se agravado nestes tempos de pandemia.

A demanda apresentada foi conquistada pelas comunidades, sendo um indicativo do fortalecimento do trabalho em rede que acontece aqui no Médio Sertão da Paraíba, acompanhado pelo Programa de Promoção e Ação Comunitária (PROPAC), com apoio de Misereor, há mais de 15 anos.

Cada família recebeu, entre os dias 13 e 14 de abril, uma cesta com os seguintes itens:  arroz, feijão, macarrão, floco de milho, café, açúcar, sardinha, leite em pó, biscoito e óleo.

Apresentamos, a partir de agora, a quantidade de cestas recebidas pelas Comunidades Quilombolas.

Em vista da garantia de uma maior transparência, desde o levantamento das demandas até a entrega das cestas básicas, em cada quilombo foi constituída uma Comissão Comunitária, com representantes da Associação Quilombola e de outros organismos locais, em vista de beneficiar as famílias que mais necessitam neste momento.

Durante esta semana ainda foram entregues pela Secretaria de Estado e Diversidade Humana, por meio da Gerência de Igualdade Racial, 150 cestas básicas no município de Diamante, nas comunidades quilombolas de Barra de Oitis e Vaca Morta; e 50 cestas a comunidades de Terreiros na cidade de Patos, estando assim distribuídas, de acordo com as lideranças locais: 10 para o Terreiro de Mãe Adriana, 16 para o Terreiro de Mãe Edna de Oyá e 24 para o Terreiro de Pai Luiz de Oyá. A distribuição foi feita diretamente por representantes da Secretaria de Estado da Mulher e Diversidade Humana, através da Gerência de Igualdade Racial, com apoio do Corpo de Bombeiros da Paraíba, e apoio logístico da Ação Social Diocesana de Patos. 

A Secretaria de Estado e Diversidade Humana, por meio da Gerência de Igualdade Racial, vem executando em territórios paraibanos políticas emergenciais para suprir necessidades junto a Povos Indígenas e Povos Tradicionais, a exemplo das comunidades de Terreiros, Ciganas e Quilombolas. No decorrer desta semana, mais de 1.500 (mil e quinhentas) cestas básicas foram distribuídas do Litoral ao Sertão.


ASSCOM – Ação Social Diocesana de Patos