Locais

Complexo Regional de Patos conclui ação do Novembro Azul conscientizando sobre os cuidados preventivos do câncer de próstata

ÓTICAS GUIMARÃES

Estima-se que, diariamente, 42 homens morram em decorrência do câncer de próstata no Brasil e, aproximadamente, 3 milhões vivam com a doença no país. Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 15 mil mortes/ano acontecem em decorrência da doença no Brasil, que é o tipo de câncer mais frequente entre os homens brasileiros, depois do câncer de pele. E para alertar a comunidade masculina sobre os cuidados preventivos, durante todo o mês de novembro e até o último dia 04, foi realizada uma ação no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), que incluiu consultas e exames, com prioridade para funcionários da unidade, além da Maternidade Dr. Peregrino Filho e do Hospital Infantil. O médico responsável pelos atendimentos foi o urologista, Dr. Antônio Segundo.

“Estamos concluindo o Novembro Azul, já no começo de dezembro, com muita alegria pela receptividade dos pacientes que  assimilaram a importância dos cuidados preventivos, que são o exame de próstata, que é o toque retal, associado a exames laboratoriais”, disse o médico. Dr. Segundo orienta que quem não pôde participar da ação do Novembro Azul pode procurar uma unidade básica de saúde para a realização dos exames preventivos. “A partir dos 50 anos é importante que o homem faça esses exames e em casos  onde há histórico de câncer de próstata, a avaliação pode começar um pouco mais cedo. O importante é a prevenção e o cuidado com o diagnóstico precoce pois disso depende uma melhor qualidade de vida”, reiterou o médico.

Para o primeiro sargento da Policia Militar reformado, Adelson Pereira do Nascimento, que realizou o exame pela primeira vez este ano, é preciso deixar a vergonha de lado e cuidar mais da saúde. “Ainda há muito ignorância em relação a esse exame. Eu próprio tinha vergonha e nunca tinha feito, mas resolvi fazer este ano para meu próprio bem, para ter mais cuidado com a minha saúde. Sugiro que os homens que ainda não fizeram que não se omitam e percam a vergonha, porque isso não é constrangimento. Constrangimento e tristeza é você estar doente, prestes a morte e deixar seus familiares chorando”, disse Adelson.

O porteiro da Maternidade de Patos, Alcione Airton da Silva, também participou da ação do Novembro Azul esse ano. “É preciso que os homens também se cuidem. Não tem mistério. Muito melhor que tratar é se cuidar antes. Muito melhor que ficar doente é se prevenir. Quem não fez ainda deve procurar o serviço e se prevenir”, disse ele.

Sobre o Novembro Azul

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem foi formulada para promover ações de saúde que contribuam significativamente para a compreensão da realidade singular masculina nos seus diversos contextos socioculturais e político-econômicos. O movimento Novembro Azul teve início em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce das doenças que atingem a população masculina, com ênfase na prevenção do câncer de próstata. Pouco tempo depois ganhou o mundo, inclusive, o Brasil.

Assessoria

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo