Complexo Coremas-Mãe d’Água supera a marca de 445 milhões de metros cúbicos



O complexo Coremas-Mãe dÁgua superou neste sábado, 28, a casa de 445 milhões de metros cúbicos de água, segundo dados informações atualizadas pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba-AESA.

As fortes chuvas ocorridas em todo o Vale do Piancó, mudou não só a paisagem dos municípios da região, como também a realidade hídrica do complexo, que no início do ano tinha pouco mais de 90 milhões acumulados em sua bacia, e amanheceu esta quinta-feira, 26, com mais de 395 milhões e 400mil m³ acumulados e continua recebendo um volume significativo de água, trazido pelos rios Piancó e Aguiar, seus principais afluentes.

Com capacidade total para mais de 1 bilhão 289 milhões de metros cúbicos, o complexo tem atualmente mais de 238 milhões 323 mil 099 metros cúbicos no Açude de Coremas e 207 milhões 209 mil 337 m³ na barragem Mãe dÁgua, o volume do completo chegou a marca exata de 445 milhões 532 436 m³ em sua bacia hidrográfica, ou 34,56% de seu volume total, algo que não acontecia há pelo menos oito anos, segundo a AESA.

Se considerado apenas o mês de março, a recarga proveniente das chuvas ocorridas próximo aos seus principais afluentes, representa um acréscimo superior a 309 milhões de metros cúbicos, volume suficiente para fazer transbordar quase 6 vezes o açude de Capoeira, outro manancial que abastece a cidade de Patos.

De acordo com o físico e meteorologista Rodrigo César Limeira, a expectativa para esse ano é que o final da estação chuvosa ocorra somente no mês de maio.

Como o complexo continua recebendo bastante água, cresce a possibilidade que ele possa ultrapassar a marca de 500 milhões de metros cúbicos em sua bacia hidrográfica, no ano de 2020.

O seu último transbordamento aconteceu no ano de 2009.

Por Genival Junior – Patosonline.com

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com