• Dra Milena
Locais

Comerciante reclama que funcionários do matadouro de Patos se recusam a trabalhar na véspera do feriado. Ouça;

Ele alertou que o trabalho com carne bovina é bastante minucioso por ser uma mercadoria perecível, fato que pode gerar desperdício e grandes prejuízos para os comerciantes

ÓTICAS GUIMARÃES

O marchante Joselito Feitosa de Oliveira(Mamulengo), entrou em contato com o Patosonline.com para denunciar o problema de acesso ao funcionamento do Matadouro de Patos nos finais de semana, bem como a utilização das câmaras frias daquele local.

De acordo com Mamulengo, os marchantes estão em dificuldade para garantir a matança de mais de 200 animais na próxima sexta-feira(24), feriado municipal em Patos, por conta dos funcionários do Matadouro e dos veterinários estarem se recusando a trabalhar na próxima sexta-feira.

“Desde quarta-feira, que nós estamos entrando em contato com a Prefeitura de Patos e a Secretaria de Agricultura não dá nenhuma resposta a gente, e nós estamos se juntando, os fornecedores de boi e os machantes, para entrar com uma ação judicial e ver se resolve isso”, disse o comerciante.

Mamulengo acrescentou que apenas dois marchantes (Cleudo e Catolé), dispõe de câmaras frias para fazer o armazenamento da carne, gerando problema em relação aos fornecedores de carne bovina, de caprinos, ovinos e suínos, e os comerciantes que não tem como receber os animais na véspera de feriado para efetuar a matança, devido ao problema relacionado a falta de servidores e de local para o armazenamento da carne.

Ele alertou que o trabalho com carne bovina é bastante minucioso por ser uma mercadoria perecível, fato que pode gerar desperdício e grandes prejuízos para os comerciantes.

Nós entramos em contato com o secretário de agricultura do município de Patos, Ferré Maxixe, mas até finalizar a matéria o mesmo não havia dado nenhum posicionamento sobre o problema.  


Por Genival Junior – Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo