Comerciante procura Patosonline.com e pede para falar sobre fiscalização ocorrida em seu estabelecimento. Veja



A Redação do Patosonline.com foi procurada no início da tarde deste domingo, 13 de dezembro, por representantes do comerciante, Cíceros Bar”, que teve seu estabelecimento fiscalizado na noite anterior (sábado, 12) por uma força tarefa comandada pela Vigilância Sanitária de Patos.

Eles pediram para que o Patosonline.com mostrasse a versão do referido comerciante sobre o episódio. Mesmo entendendo que a versão já tinha sido mostrada na primeira matéria sobre o caso (VEJA AQUI), resolvemos expor a versão mais detalhada do comerciantes, que inclusive alega ter havido abusa de autoridade na fiscalização.        

Veja abaixo o texto recebido:

Comerciante Cícero Bar irá na DP dar queixa por Abuso de Autoridade

Depois de ser destratado e humilhado na frente dos seus clientes o comerciante também alega ser muito prejudicado na noite desse sábado.

O meu estabelecimento tem licença pra funcionar até às 00:00 e chegaram para fiscalizar por volta às 22:00. Eu deixei entrar e fui destratado na frente das pessoas, e pedi para falar e não deixavam. Eu não estava entendendo o motivo disso tudo. Eu, meu filho e meu sobrinho não tivemos se quer o direito de falar algo.

Estávamos escutando frases como:

“Cale a boca, eu sou autoridade”

“O Sr. Sabe que eu sou autoridade e posso mandar te prender?”

“Vai pra casa velho, aqui tu pode pegar covid e morrer rapidinho” 

Eu me senti ofendido e desrespeitado dentro do meu estabelecimento comercial.

Até um cliente meu foi destratado e chamado de “Velho”

Conversei com meu advogado e estarei entrando na justiça por abuso de autoridade.

Fui humilhado na frente de muita gente!

Mesmo deixando o povo da prefeitura entrar educadamente, eu fui destratado. Eu tenho autorização para funcionar até às 00:00. Eu distribuo máscaras para todos os clientes, eu mantenho o distanciamento exigido, sofrir um grande prejuízo, com bebidas, churrasco, lanche, não sei como vou conseguir repor todo esse prejuízo.

Eu não entendo o porquê disso tudo.

ESPAÇO AO CONTRADITÓRIO

Nosso veículo (Patosonline.com), deixa aqui também mais uma vez, o espaço aberto para a vigilância sanitária de Patos e todos os citados pelo comerciante, caso queiram também se pronunciem sobre as alegações feitas no texto acima. Para isso basta só enviar texto para o e-mail da nossa redação: [email protected].

Patosonline.com