Com possível saída de Pazuello, paraibano poderá ser sondado para Ministério da Saúde



Na tarde deste domingo (14), o jornal O Globo divulgou a informação de que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, teria pedido demissão do cargo alegando problemas de saúde.

De acordo com O Globo, o cardiologista paraibano Marcelo Queiroga, atual presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), teria sido chamado para conversar com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Ainda segundo a publicação, a também cardiologista Ludhimila Hajjar, do Incor e da rede de hospitais Vila Nova Star, teria a preferência do chefe do Executivo nacional para o cargo.

O principal desafio daquele que assumir o cargo será cumprir a missão não realizada por Pazuello, obter agilidade na obtenção de vacina para agilizar a vacinação.

PB Agora