Com altos índices de rejeição, Maranhão recoloca Veneziano no páreo



Com altos índices de rejeição, Maranhão recoloca Veneziano no páreo

Os altos índices de rejeição (32%) concedidos ao governador José Maranhão pelo eleitor paraibano podem reacender a discussão dentro do PMDB sobre a necessidade de renovação nos quadros do partido. Os números demonstram claramente que o eleitor paraibano esgotou sua cota de tolerância com o governador e exige uma renovação imediata que pode ser traduzida na pessoa do prefeito campinense Veneziano Vital do Rego.

A pesquisa, que será divulgada na edição deste domingo do Jornal da Paraíba, revela uma tendência cada vez mais crescente do eleitor paraibano pela renovação no cenário político do Estado.

Essa tendência do eleitor recoloca Veneziano como a opção mais viável do PMDB para disputar as eleições do próximo ano. Sua juventude e sua administração agradariam mais o fatigado eleitor paraibano.

Os números demonstram ainda a firme liderança do prefeito campinense ao conceder a José Maranhão uma vitória folgada na área de sua influência. Esse aspecto confirma também que Cássio continua encontrando dificuldades quando tem Veneziano pela frente.

Afora esses dados curiosos, os números divulgados pelo IBOPE devem ter mexido também com a cabeça dos trânsfugas do PSB que abandonaram o partido pelas regalias oferecidas pelo atual governador.

O resultado da pesquisa IBOPE comprova  que, apesar do terceiro mandato, Maranhão não conseguiu impor sua liderança junto aos paraibanos e, por isso detém a segunda maior rejeição entre os pré-candidatos.

Outro aspecto curioso da pesquisa é que ela foi realizada logo depois do recuo de Cássio em se transferir do PSDB. A sua decisão de permanecer apoiando a candidatura de Cícero não contribuiu para torná-la competitiva como também não diminuiu o entusiasmo do eleitor paraibano com relação ao nome do prefeito da capital, Ricardo Coutinho.

A pesquisa desmistifica ainda a versão propalada de que, o prefeito Ricardo Coutinho não é conhecido depois da ponte do rio Sanhauá. Segundo a pesquisa, desconhecido mesmo é o ex-prefeito Cícero Lucena, apesar de ter protagonizado episódios que lhe renderam manchetes.

Fonte: jampanews