Coligação diz que acionou PF após denúncia do SINFEMP. Procurador do Município diz que Sindicato quer fazer propaganda



A Redação do Patosonline.com recebeu na tarde desta terça-feira, 29 de setembro a informação da Coligação do candidato Ramonilson Alves de que comunicou ao delegado plantonista da Polícia Federal, em Patos a denúncia do advogado do Sindicato dos Funcionários Municipais de Patos e região – SINFEMP.

Veja:

A coligação “Pra devolver Patos ao seu povo”, formada pelos partidos Patriota, Democratas, Partido Liberal e Solidariedade, enviou ofício ao delegado plantonista da Polícia Federal, em Patos, comunicando da prática de crime eleitoral previsto no artigo 300 da Lei nº. 4.737/65 que condena servidores públicos que se valem da sua autoridade para coagir pessoas a votarem em determinada pessoa política ou partido político.

A denúncia veio à tona em um programa radiofônico da cidade de Patos através de um áudio onde o jurista responsável pelo sindicato representativo dos servidores municipais ter afirmado que servidores do município de Patos estavam sendo impelidos a realizar reuniões políticas em suas casas durante o período do pleito eleitoral.

O oficio encaminhado pela coligação foi assinado pelo advogado Phillipe Palmeira Monteiro Felipe, que representa a coalização dos partidos, e recebido na manhã desta terça-feira, 29.

Ascom.

OUTRO LADO

Lembramos que na manhã e hoje, terça-feira, 29 de setembro, o procurador do município de Patos, Jonas Guedes, se pronunciou com relação à denúncia feita pelo advogado do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Patos e Região – Sinfemp, Damião Guimarães, onde relata que os servidores efetivos do município estão sendo coagidos a fazerem campanha eleitoral.

“Temos muita tranquilidade, o município de Patos não atua desta forma, inclusive temos diversos servidores efetivos que ocupam cargos de direção, cargos de confiança e, assim, recebemos esta denúncia com certa estranheza”, comentou o procurador municipal, Jonas Guedes.

Ainda de acordo com Jonas Guedes, o intuito do Sinfemp era mais fazer uma propaganda contra a reforma administrativa do que fazer uma espécie de denúncia.

“Denúncia não se faz desta forma, através de suposições. O município está bem tranquilo e bem transparente com relação a tudo isso. Nós estamos aqui em um momento de eleições, e sabemos que vai chegando perto do pleito eleitoral e começam a surgir essas situações”, relatou.

Patosonline.com