Politica

Coligação denuncia atentado à bala na cidade de Sousa

Aliados do candidato a prefeito de Sousa pelo PMDB, André Gadelha, sofreram atentado a tiros, no início da noite de ontem, quando faziam panfletagem na rua Monsenhor Vicente, no Bairro Várzea da Cruz.


Ontem mesmo, o advogado da coligação "Sousa cresceu e vai crescer muito mais", Clotário Segundo, prestou queixa na Polícia Civil. Segundo a Coligação, seis tiros de revolver foram disparados na direção das pessoas que faziam a panfletagem, uma hora antes do início do comício marcado para aquele bairro da cidade.


Segundo testemunhas, quem disparou os tiros foi um ex-presidiário identificado como Neguinho, que tem como advogado o ex-prefeito de Sousa, João Estrela. Neguinho, segundo as testemunhas, tem envolvimento com o tráfico de drogas.


O advogado da coligação disse que, após os tiros, a equipe de panfletagem chamou a Polícia, que chegou a local 20 minutos após o ocorrido.


Os policiais, segundo o advogado, não saíram da viatura, nem fizeram qualquer busca no bairro para prender o acusado. O comício foi marcado por protestos dos oradores contra a violência na campanha em Sousa, bem como contra o envolvimento político de policiais em favor da campanha do candidato apoiado pelo governador Cássio Cunha Lima.


Adelson Barbosa dos Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo