Cidade de Santa Terezinha-PB lamenta morte de “Dona Chiquinha”, avó de Padre Cláudio Oliveira



A Princesinha das Espinharas, como é conhecida a cidade de Santa Terezinha-PB, amanheceu triste com a notícia da páscoa de Francisca  Remigio Gomes, de 94 anos.

Ela era conhecida por dona Chiquinha, vó de padre Cláudio da diocese de Patos.

Quem teve a honra e o prazer  de conhecê-la mais intimamente sabe o quanto essa mulher, mãe, avó, devota, representa para Santa Terezinha, sobretudo para seus parentes e amigos. O céu está em festa hoje, pois recebe a a chegada de uma mulher de fé, de coragem e de boa vontade.

Dona Chiquinha era como um patrimônio da fé para a paróquia de Santa Terezinha, sempre participando dos momentos fortes vividos pela Igreja, uma mulher que dignificou com seu bom exemplo. Devota fiel de Maria Santíssima e de Santa Terezinha.

 Quem chegava na Igreja Matriz via logo sua figura nos primeiros bancos da Igreja, perto do Altar, acompanhada, ora por dona Neném ou Moema, suas filhas, ou por Celinha sua neta dedicada, que também cuidava dela.

Outra imagem que não sai do imaginário do povo de Santa Terezinha era dona Chiquinha na calçada de dona Neném à noite rodeada de pessoas ouvindo suas histórias, ou sendo ouvidos por ela. Com jeito sereno e cheio de FÉ.

Quem guarda sua fé na terra e quem planta o bem na terra terá a glória eterna. Descanse em paz, amiga (vó), dona Chiquinha. Para os demais parentes e amigos força e fé.

O sepultamento de dona Chiquinha será às 9h, deste domingo 13 de dezembro, no cemitério de Santa Terezinha-PB.

O Blog do Jordan Bezerra deixa seus sinceros sentimentos as suas filhas: Francisca, Moema, Neném, Iolanda e Raquel.

Blog do Jordan Bezerra