• Dra Milena
Policial

Cidadão diz que sua casa foi alvo de operação da PM de maneira equivocada pela segunda vez, na manhã desta quinta-feira (01), em Patos; Comandante comenta

ÓTICAS GUIMARÃES

O cidadão de nome Cristiano voltou a entrar em contato com a reportagem do portal Patosonline.com nessa quinta-feira (01), para demonstrar sua indignação diante de mais uma abordagem da Polícia Militar em sua residência, localizada no bairro Nova Conquista (Mutirão), durante operação desencadeada em Patos.

Ele conta que na madrugada do dia 08 de junho já havia sido surpreendido por uma equipe da Polícia Militar de Patos, que segundo afirmou, chegaram de forma brusca na sua residência. Pois bem, na madrugada de hoje Cristiano relatou que foi novamente alvo da PM pela segunda vez.

Cristiano alega que mora na residência há 11 anos, como mostra os documentos abaixo, e ficou constrangido pela ação Policial. Lembrou também que na primeira vez, no mês de junho, sua esposa estava grávida e chegou a passar mal.

“A primeira vez foi dia 8 de junho, por volta das 4:50 da madrugada, e hoje mais uma vez no mesmo horário, fui acordado novamente pela Polícia Militar. Da primeira vez minha esposa estava esperando ganhar bebê, três dias depois ela teve bebê. É uma vergonha pra mim, os vizinhos todos falando. Peço às autoridades que saibam trabalhar. Quero dizer também que aqui não mora só pessoas erradas não, mora cidadão de bem, mora policial também. E tenho prova que moro na residência há 11 anos, nunca saí daqui. É uma vergonha!”, relatou.

A redação do Patosonline.com conversou com o Comandante do 3º BPM, Tenente-coronel Esaú Lucena, que disse não querer se manifestar afundo sobre o assunto, mas informou que as guarnições da Polícia Militar estavam apenas seguindo as determinações judicias do Poder Judiciário: “A gente tem propriedade pra mostrar que estamos justamente fazendo nosso papel de cumprir a determinação judicial de busca e apreensão”, disse.

Por Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo