• Dra Milena
Locais

Cidadã reclama de pouco atendimento a pessoas com sintomas gripais neste domingo (9); prefeitura responde

A cidadã externou preocupação com o grande número de pessoas no mesmo espaço

ÓTICAS GUIMARÃES

Uma leitora do Patosonline.com, cidadã patoense, buscou a redação para lamentar, na noite deste domingo (9), o pouco atendimento para o grande número de pessoas com sintomas gripais no município. Segundo ela, que preferiu não se identificar, procurou o Pronto-atendimento Maria Marques, no bairro Jatobá, em Patos, mas foi encaminhada para a UPA, onde teria o possível atendimento desse tipo de caso.

Ao se dirigir para a UPA, a patoense encontrou uma multidão para ser atendida. Segundo ela, haviam pessoas fora da unidade à espera de atendimento, e preferiu não ficar no local. Por esta situação, ela pediu providências à prefeitura para ampliar, ao menos neste momento, o atendimento para os casos de sintomas gripais, tendo em vista um possível surto em Patos, pela quantidade de pessoas que já manifestaram os sinais.

A cidadã externou preocupação com o grande número de pessoas no mesmo espaço, considerando ainda o crescimento no número de Covid-19 em Patos e outros municípios brasileiros. Ela sugeriu que a prefeitura considerasse a possibilidade de colocar médicos atendendo também no Maria Marques, ao menos neste momento, pessoas com sintomas gripais.

Ela disse ainda que foi atendida por um médico na última quarta-feira (5), após foi para realizar o teste de Covid-19, mas ao ser testada negativamente, não pôde ser atendida para os outros sintomas gripais, tendo que voltar para o Maria Marques. Ela denunciou que encontrou as enfermeiras dentro das salas, deitados, e o posto de saúde com o portão fechado, segundo ela. Falou ainda que o ponto passa o dia fechado, pois só tem médico a partir das 19h, o que ela considerou desperdício de dinheiro.

A reportagem falou com saúde sobre o atendimento na UPA, e recebeu a seguinte afirmação:

“Existe o centro covid, que atende das 7 da manhã as 19hs. Atendemos todos que buscam o atendimento, porém a grande maioria são casos leves e seguimos o protocolo de Manchester. Para avaliação de risco. Orientamos que os sintomáticos leves busquem o centro covid das 7 as 19 para evitar esse acúmulo de casos em certos horários”.


Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo