Cidadã desconfia de abordagem feita por grupo de pessoas que ofertavam testes rápidos para o Covid-19 em Patos. Caso é esclarecido. Ouça



Gilmara Torres, moradora do centro da cidade de Patos, recebeu na tarde desta quinta-feira, dia 14 de maio, a visita de um grupo com mais ou menos 20 pessoas que ofertaram gratuitamente o teste rápido para o Covid-19. As pessoas estavam em um micro ônibus.

Ao questionar sobre a origem das pessoas e sobre o procedimento do teste rápido, Gilmara ficou ainda mais desconfiada, principalmente depois de saber que todos são do estado do Pernambuco.

Ela então se afastou um pouco e ligou para a Polícia Militar através do numero 190. Neste momento foi orientada a não deixar que a equipe realizasse qualquer teste nas pessoas de sua casa.

Poucos minutos após a ligação, a Polícia Militar, Guarda Municipal e representantes da saúde municipal, juntamente com o prefeito interino, Ivanes Lacerda, estiveram no local para verificar o que estava acontecendo.

Ainda sobre a abordagem do grupo, Gilmara confirmou que nenhuma das pessoas de sua casa chegou a realizar o teste rápido para o Covid-19.

A secretaria de Saude do município, Francisca Lavor, este no momento da diligência policial e confirmou que a equipe que estava de porta em porta na tentativa de ofertar os testes, se apresentou com representantes do Ministério da Saúde e do IBOPE, e ainda da gestão municipal.

Francisca Lavor contou que os materiais usados para realizar os supostos testes estavam sem qualquer proteção. E portanto, estavam oferecendo ainda mais o risco de contaminação.

E reafirmou que até o momento o Ministério da Saúde não repassou qualquer orientação para que os testes rápidos sejam realizados em domicílio.

As pessoas que estavam realizando o suposto teste foram parar na delegacia, para que tanto a Polícia Militar como a Policia Civil possam dar andamento ao processo de investigação, que começou pela coleta do depoimento de cada pessoa envolvida.

E importante esclarecer que desde o período da manha circulavam boatos no whatsapp dando conta de que outro micro ônibus com várias pessoas também estava ofertando testes rápidos gratuitos no bairro e Jatobá e Jardim Guanabara.

Ouça mais detalhes na entrevista que segue.

Gilmara Torres – Moradora do centro de Patos (Testes rápidos para o Covid-19)

Posteriormente um vídeo circulou em grupos de WhatsApp, onde o secretário estadual de saúde admite o erro.

Veja:

Matéria por Patosonline.com

Vídeo – Obtido de grupos de WhatsApp