Cássio afirma que não vai impor decisão; Cícero e Efraim devem decidir rumo em 2010



Sem nenhuma reserva de falar sobre a política partidária, ao contrário do que ocorria enquanto esteve em solo americano, o ex-governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), revelou em entrevista exclusiva ao ClickPB, logo após desembarcar no aeroporto de Guarulhos que não vai impor nada, seu objetivo é ouvir o grupo, em especial os senadores Cícero Lucena e Efraim Morais que deverão dar os caminhos para as composições em 2010.


Cássio fez ainda elogios a Cícero que, segundo ele, vem conduzindo muito bem os tucanos da Paraíba. “Eu sempre disse que o PSDB está muito bem presidido pelo senador Cícero, que gentilmente ofertou este cargo, enquanto que eu estou sem o mandato que me foi tomado. Na minha volta, conversarei com várias pessoas, dentre as quais uma das mais importantes é Cícero e vamos tratar de todas estas questões”, esclareceu.

“Devo estar chegando a Paraíba no dia 17. Tenho encontros em São Paulo, além de uma conversa com o governador de Minas Gerais, na próxima quarta-feira, na seqüência vou a Brasília conversar com meus companheiros, sobretudo com os senadores Cícero e Efraim e aí, depois do DF, volto a Paraíba”, confirmou.

Como recado direto aos que gostam de especular sobre futuras costuras envolvendo o seu futuro, Cássio pela primeira vez mostrou alguma rispidez. “Eu não tenho absolutamente nada a dizer. Eu tenho muito o que ouvir. Passei este tempo todo longe, mas naturalmente acompanhava os fatos pela internet, no entanto para quem esteve tanto tempo fora é muito mais recomendado ouvir que falar”, avaliou.

A imagem do seu grupo político parece ser outra preocupação. Afinal, sem pestanejar, o ex-governador disse que a população espera coerência dos políticos. “Ouvirei meus companheiros para que possamos tomar uma decisão coerente com aquilo que a Paraíba espera de todos nós”, arrematou.


Clickpb