Locais

Caso Meretriz: Vereador diz que foi alvo de alguns setores da imprensa. Colega diz que ele deveria pedir desculpa. Ouça

ÓTICAS GUIMARÃES

Na sessão ordinária da noite desta quinta-feira, 19 de dezembro, o vereador Ramon Pantera (Podemos), tocou no assunto que gerou muita repercussão na imprensa local e redes sócias; sua declaração dada na tribuna daquela casa, na sessão ordinária da noite desta terça-feira, 17 de dezembro, quando afirmou que se nomeia de tudo na gestão: pai, mãe, parentes, afilhado, e até meretriz, que segundo o Dicionário Online significa: “marafaias, marafonas, mundanas, piranhas, prostitutas, quengas, rameiras, mulher que comercializa o corpo”.

A frase logo ganhou grupos em redes sociais, e nesta quarta-feira (18), várias emissoras de rádio da cidade de Patos debateram a afirmação com os ouvintes.

Nesta quinta (19), Ramon disse que foi mal interpretada e vítima de alguns setores da imprensa local, que distorceu o contexto de sua fala. Segundo o vereador, o sentido que o mesmo pronunciou a frase meretriz, não teve nada com o que algumas pessoas andaram espalhando:

Ouça:

Já a vereadora Lucinha Peixoto (PC do B), disse que Ramon deveria era pedir desculpa, pois ao pronunciar a referida frase causou transtornos, inclusive para os próprios vereadores que são casados, bem como para as colegas mulheres que compõem a Casa de Juvenal Lúcio de Sousa:

Ouça:

Patosonline.com   

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios