• Dra Milena
Roberta Trindade

Cartão de credito: use com moderação. Por Roberta Trindade

ÓTICAS GUIMARÃES

Com a modernidade, ter um cartão de credito tornou-se essencial, em virtude da praticidade, conveniência e comodidade de facilidade de credito, sem as burocracias costumeiras na hora da compra.

Há quem use o cartão de credito até mesmo para controlar o uso de dinheiro, já que se coloca todos os pagamentos para um único dia, que corresponde ao dia da fatura do cartão.

Uma coisa é certa, ele ajuda muito a quem é educado financeiramente e sabe usar de modo equilibrado, sem perder o controle dos gastos e sem fugir do orçamento, evitando, desta forma aquela tremenda dor de cabeça.

Seu uso pode ser desastroso para quem sai por aí comprando muito e ao receber a fatura, sofre a angustia de ter acumulado uma dívida que não cabe no seu bolso, e, se for preciso parcelar a fatura, a incidência dos juros altos, acresce muito a dívida do seu titular. Vale lembrar que a culpa não é do cartão, mas sim, quem não sabe ser organizado com uso do dinheiro.

Para que o cartão seja amigo e favoreça o seu titular, é importante fazer algumas reflexões:

  • O cartão deve ser usado, a partir do seu orçamento para programação, pois ele não faz o dinheiro aumentar;
  • Deve-se evitar muitas compras com divisão em prazo longo ao mesmo tempo, para não prejudicar o poder de compra dos bens básicos;
  • É importante que a fatura seja paga totalmente, pois a divisão pode gerar uma dívida mais elevada, visto que os juros são muito elevados;
  • As contas feitas no cartão, devem ser anotadas de acordo com as parcelas contraídas para saber o quanto de renda mensal já foi comprometida, evitando o endividamento;
  • Todo cuidado é pouco, visto que o uso indiscriminado do cartão é a causa principal do endividamento dos brasileiros, devido a utilização inadequada.
  • Por fim, o uso do cartão com inteligência pode ajudar a ser organizado, controlado, desde que se condicione seu uso a disponibilidade de dinheiro que se tem sem extrapolar. É bom lembrar que ter um cartão não é problema, o que causa problema é o seu uso de forma inadequada ou irresponsável.

Por Roberta Trindade


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo