Carta ao Secretário de Segurança Pública Gustavo Gominho



Exmo. Sr. Gustavo Gominho

M.D. Secretário de Segurança Pública

 

        Diante do aumento considerável nos índices de violência, registros de assaltos; roubos de motos, veículos e estabelecimentos comerciais, entidades representativas da sociedade, dentre as quais os clubes de Rotary, Associação Comercial e Industrial, Câmara de Dirigentes Lojistas, Sindicato do Comércio Varejista, Lojas Maçônicas, Grupo Independente de Análise e Ação Social e Política, estiveram reunidos na tarde de 06 de outubro de 2009, oportunidade em que foi feita uma ampla avaliação do momento e estudo dos caminhos a serem seguidos na busca de soluções.

        Na oportunidade rememorou-se a reunião realizada no ano de 2008, ocasião em que estiveram presentes os representantes da Segurança Pública, quando apresentaram um relatório das deficiências que impedem uma melhor atuação, a partir da necessidade de implantação de uma Delegacia Especial de Crimes contra a Pessoa e, principalmente a construção de uma casa especializada em recuperação de menores, única forma de evitar a reincidência desta faixa etária, responsável por mais de 70% dos delitos, já que por conta desta deficiência os referidos delinqüentes acabam sendo liberados por força da própria lei.

        Além de concluir que as referidas solicitações daquela época continuam na pauta do dia, outros assuntos foram trazidos à tona, a exemplo do grande número de roubos de motos, seguidos de clonagem ou com a artimanha de que os referidos veículos haviam sido arrematados em leilão, tendo os respectivos chassis adulterados, quando na verdade o destino de tais aquisições seria exatamente o desmanche. Neste particular aspecto a fiscalização através de blitzs constantes poderia pelo menos amenizar a situação.

        Outrossim, pelo grande número de roubos registrados na área comercial, decidimos por solicitar um esquema especial de segurança no referido espaço, com rondas constantes e ponto de apoio para que os empresários e clientes tenham a quem recorrer no momento em que são vítimas.

        Para ilustrar os pedidos, alguns exemplos concretos foram citados: em um mesmo dia três motos foram puxadas do estacionamento de um Shopping; um menor, responsável por mais de 15 assaltos chegou a exibir uma pistola em plena luz do dia, celulares tomados nas artérias chegam a ser incontáveis e tudo isso chega a criar uma cisma de que senão forem tomadas providências urgentes e enérgicas, estamos prestes a presenciar o poder paralelo de bandidos em pé de igualdade com a força do Estado.  

        Recapitulando os pleitos da sociedade patoense, reiteramos o nosso pedido de construção de uma casa de recuperação de menores, uma delegacia especializada em crimes contra a pessoa, intensificação das blitzs para identificar e apreender os veículos e as motos roubadas, com documentos irregulares ou provenientes de leilões destinadas a desmanche e maior policiamento na área comercial.

 

        Na certeza de que poderemos contar com a determinação de Vossa Excelência, na concepção de que segurança é um dever do Estado e direito do Cidadão, gostaríamos de ter uma confirmação de recebimento e muito mais uma providência concreta com relação as referidas questões.

 

        Patos-PB., em 06 de outubro de 2009

 

         

Notícia enviada por: Associação Comercial, CDL e SINCOVEP ( [email protected] )