Candidato Ramonilson diz que vai denunciar líder comunitária à PF por áudio de suposta compra de voto. Em Nota ela se defende. Veja



O candidato a prefeito de Patos, Ramonilson Alves (Patriota), divulgou um vídeo na manhã desta sexta-feira, 30 de outubro, onde avisou que vai à sede da Delegacia da Polícia Federal em Patos, para prestar notícia-crime após o vazamento de um áudio onde uma líder comunitária supostamente pede voto para um determinado candidato a prefeito em troca de supostas doações de imóveis no Conjunto Habitacional São Judas Tadeu que deverá construído na cidade.

“O crime ocorrido ontem, onde a presidente da Associação de Moradores do Bairro Monte Castelo pedia expressamente o apoio ao candidato do Republicanos e para um vereador do bairro em troca de uma casa ou de um apartamento no Conjunto São Judas Tadeu já foi comunicado ao Ministério Público Eleitoral e também será comunicado à Polícia Federal para apurar a gravidade da conduta, sendo o caso inclusive de solicitar a prisão dos envolvidos”, afirmou Ramonilson.

No áudio, a líder comunitária afirma que todos aqueles que votarem no seu candidato e em um vereador apoiado por ela, receberá um imóvel no conjunto habitacional, que será construído em Patos. Ela diz ainda que os imóveis não serão sorteados, mas sim doados aos que apoiarem o candidato citado.

Veja o vídeo do candidato Ramonilson:

Já em Nota enviada a nossa Redação, a líder comunitária traz seus esclarecimentos sobre a denúncia.

Veja:

Patosonline.com