Candidato a prefeito da oposição de Pedra Branca recebe o auxílio emergencial de forma irregular, segundo TCU



O Tribunal de Contas da União – TCU, tornou pública, na última sexta-feira, dia 06, a lista de políticos que receberam de maneira indevida o auxílio emergencial diante da pandemia do novo coronavírus, COVID 19.

Na lista constam nomes de candidatos a prefeitos, vice-prefeitos e vereadores paraibanos que usufruíram, irregularmente, do benefício.

Pedra Branca já foi destaque na impressa estadual quando, na ocasião, esposas de vereadores da oposição sonegaram informações para receberem o auxílio emergencial irregularmente.

Hoje, o nome do candidato a prefeito pela oposição da cidade, Neto Teotônio, aparece na lista dos beneficiados irregularmente por ter patrimônio superior a 300 mil Reais.

O candidato declarou esse ano à Receita Federal 360 mil reais em patrimônio e solicitou, através do aplicativo da Caixa, o auxílio, segundo lista disponibilizada pelo TCU.

O próprio Tribunal de Contas da União suspendeu os auxílios dos candidatos e irá investigar e punir as irregularidades no recebimento desse benefício que ao invés de beneficiar os pobres, beneficiou os ricos com grandes patrimônios.

Patosonline.com