Câmara dos Vereadores poderá votar o 1º caso de impeachment de prefeito da cidade de Patos



Todos os vereadores que atualmente compõem a Câmara Municipal de Patos, Casa Juvenal Lúcio de Sousa, foram notificados pela justiça sobre o caso de improbidade administrativa que está sendo apontado pela 5ª Vara de Justiça do Fórum Miguel Sátiro por parte da gestão da prefeita Francisca Motta – PMDB.

A ação foi movida pelo advogado Taciano Fontes e se afirma devido ao descumprimento de decisões judiciais por meio de liminares e sentenças transitadas em julgado, configurando um claro desrespeito às decisões judiciais apoiadas na Constituição Federal.

De acordo com o vereador Diogo Medeiros – PSB – alguns vereadores já foram procurados por assessores da prefeita Francisca Motta para amenizar a situação diante do caso considerado grave pela Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Seccional Patos –  e também por magistrados de diversas instâncias da justiça no Estado.

O vereador Inácio de Gelo (DEM) disse através do programa do radialista Sílvio Romero que não vê gravidade no caso. Esse também é o entendimento de alguns vereadores que compõem a atual legislatura da Câmara.

As informações são de que serão necessários 05 parlamentares para abrir o processo de impeachment e 9 vereadores votando contra a prefeita Francisca Motta para que ela seja afastada do cargo em definitivo.


 

Jozivan Antero – Patosonline.com

 

 

Veja encaminhamento da justiça: