Brindes por votos: Ricardo Coutinho deve ser julgado na sessão desta terça no TRE



O julgamento da ação que investiga a suposta distribuição de brindes promovida pelo prefeito Ricardo Coutinho (PSB) às vésperas do pleito de 2008, que deveria acontecer na última sexta-feira (9) no Tribunal Regional Eleitoral, foi adiado novamente.

O adiamento do julgamento aconteceu porque o relator da ação, o Desembargador Nilo Ramalho, não compareceu à sessão.

 A ação movida pela coligação "Por Amor a João Pessoa" deverá ser apreciada amanhã, terça-feira dia 13, quando acontecerá a própria sessão.

Entenda o caso

No início deste ano, o juiz Aluísio Bezerra, então titular da 64ª Zona Eleitoral, havia arquivado a matéria sob alegação de que a prova anexada ao processo ( vídeo) não era a original. A coligação "Por Toda João Pessoa" encabeçada pelo PSDB, cujo candidato a prefeito era o tucano João Gonçalves, recorreu da decisão e o processo está concluso ao juiz relator, desembargador Nilo Ramalho.

Já o advogado da coligação "Por Toda João Pessoa", Marcos Pires, anexou ao processo a mídia original do flagrante, conforme ele, a decisão em primeira instância, pelo arquivamento da denúncia, foi tomada sob alegação de que a mídia não era primária. "Agora, de posse da mídia original a Corte poderá se posicionar com maior segurança" esclareceu.

Clickpb