Briga entre vereadores termina com intervenção da PM




Uma briga registrada entre dois vereadores durante uma sessão ordinária da Câmara Municipal de São João do Rio do Peixe causou muitos embaraços aos parlamentares da cidade.


A confusão aconteceu na última sexta-feira (15) e tudo começou quando o vereador Marcondes Vieira (PMDB), usou a tribuna da casa para acusar o presidente do legislativo local, vereador Webster Muniz (PP), de arbitrário e ditador. Revoltado, o presidente vereador revidou os ataques do ‘colega’ e decidiu convocar policiais militares para expulsar o peemedebista do plenário da Câmara.


Na tentativa de amenizar a situação, outros parlamentares decidiram, sem sucesso, interferir na confusão e tentar evitar um desgaste maior da casa perante a sociedade.


Ao fim da ‘peleja’, o presidente Webster Muniz, advertiu o vereador Marcondes Vieira por quebra de decoro parlamentar, prometendo ainda uma punição mais severa.


Mesmo após ter pedido desculpas formalmente ao presidente da casa, o futuro do vereador Marcondes Vieira ainda é incerto. Tendo em vista que uma reunião sigilosa poderá acontecer a qualquer momento para decidir qual punição será aplicada ao vereador do PMDB são-joanense.



Adriana Costa com Joselito Feitosa do Diário do Sertão