Esportes

Botafogo-PB abre dois gols de vantagem, mas acaba empatando com o Campinense

ÓTICAS GUIMARÃES

Na tarde de domingo (15), no estádio Almeidão, em João Pessoa, Botafogo-PB e Campinense fizeram um Clássico Emoção pela terceira rodada do Campeonato Paraibano de 2023. Parecia que o Belo conseguiria sua primeira vitória na temporada, mas a Raposa foi buscar o empate após sair perdendo por 2 a 0 e conseguiu reagir, e o

Os dois times entraram em campo bastante pressionados devido ao mau início de temporada. Pelo lado botafoguense, Moisés Egert optou pelo esquema 4-4-2. Sem contar com Miullen, optou por colocar Du Fernandes no meio-campo e Leilson para fazer dupla com Tiago Reis no ataque. Estreando no rubro-negro, o treinador Leston Júnior colocou Otávio Passos no gol, Guilherme Escuro na vaga que estava sendo do dispensado Dieguinho, e Cesinha na frente como alterações com relação aos titulares de Flávio Araújo.

O Clássico só tinha emoção no nome. Na primeira meia hora de jogo, absolutamente nada aconteceu. Os goleiros assistiam o jogo e a parada técnica para reidratação teve tanta agitação quanto a bola rolando.

Mas, aos 33 minutos, Leo Campos avançou pela esquerda e cruzou para o meio da área, onde Tiago Reis se antecipou a defesa raposeira e desviou com a coxa direita, mandando no canto esquerdo de Otávio Passos, para fazer a festa da torcida do Belo na arquibancada.

A Raposa tentou responder em cobrança de falta aos 39, quando Guilherme Escuro chutou de longe e a bola passou a direita do poste defendido por Elias.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, mesmo em vantagem, só quem mexeu foi o Belo. Moisés Egert resolveu sacar Leilson, que já tinha cartão amarelo, e colocou em seu lugar Fumaça, que havia sido titular nas outras três partidas da temporada. Leston Júnior, por sua vez, deu um voto de confiança e manteve o mesmo time da Raposa.

Com outra postura, o Campinense buscava avançar mais na segunda etapa e até chegou a assustar quando Guilherme Escuro fez boa jogada individual, entrou na área e ficou frente a frente com Elias mas, pressionado pela marcação, chutou torto.

Já aos 6 minutos, Tiago Reis recebeu na intermediária e chutou forte, no canto do goleiro, que se esticou todo e fez boa defesa, respondendo para o Botafogo-PB.

Na jogada seguinte, o time da casa ampliou. Weslley tentou dar um chutão na esquerda e acertou Renatinho. A bola sobrou para o meio da área e Du Fernandes apareceu entre a defesa para chutar forte de direita e estufar as redes do Almeidão.

A Raposa descontou aos 11 minutos. Após cruzamento de Diego Viana vindo da esquerda, Willian Anicete desviou de cabeça e mandou no canto esquerdo de Elias, diminuindo o placar e fazendo o primeiro do Campinense.

Foto: Samy Oliveira

E o empate saiu aos 22 minutos. Diego Viana tentou tocar na direita para Cesinha, mas Léo Campos deu um peixinho para cortar a bola e mandou contra o próprio gol, tirando as chances de Elias e deixando tudo igual no marcador.

Aos 35 minutos, quase o Botafogo-PB voltou a ter vantagem. Fumaça cruzou da esquerda e, dentro da área, Renatinho bateu de canhota. A bola desviou na defesa e passou muito perto da trave esquerda da meta adversária, saindo em escanteio.

Os dois times chegaram aos 4 pontos na tabela de classificação. O Botafogo-PB volta a campo no próximo domingo (21), para enfrentar o Treze. Já o Campinense, no sábado (20), estreia na Copa do Nordeste visitando o Fortaleza, na capital cearense.

Ficha técnica

Botafogo-PB 2 x 2 Campinense

Campeonato Paraibano Betino 2023
1ª fase – 3ª rodada
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Douglas Magno; Esdras Marques e Mattheus Tcharles

Gols: Tiago Reis, Du Fernandes (B); Willian Anicete, Léo Campos (contra)
Cartões amarelos: Leilson, Daciel, Moisés Egert (treinador) (B); Rogério, Willian Anicete, Railan, Otávio Passos (C)

Botafogo-PB: Elias, Lucas Mendes (Erick), Lucas Barboza, Daciel, Léo Campos (Leocovick); Evandro, Du Fernandes (Igor Goularte), Vitor Braga (Miller), Renatinho; Leilson (Fumaça) e Tiago Reis. Técnico: Moisés Egert.

Campinense: Otávio Passos, Railan, Anderson Alagoano, Wendell, Weslley; Rogério, Guilherme Escuro, Diego Viana; Felipe Araújo (Marcelinho), Cesinha (Bruno Collaço) e Willian Anicete (Gustavo Cascardo). Técnico: Leston Júnior.

Fonte: Voz da Torcida


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo