Bonifácio Rocha quer vaga de deputado federal



O primeiro suplente à vaga de deputado federal pelo PSB, Bonifácio Rocha, informou na tarde de ontem (09), que aguarda só a confirmação do TSE sobre o pedido de desfiliação do deputado Manoel Jr, para com base na lei da infidelidade partidária, dar entrada em pedido de cassação do parlamentar, e em conseqüência assumir uma vaga no Congresso.

“É um direito que me assiste enquanto primeiro suplente, e não vou deixar passar em branco essa prerrogativa. Eu acredito piamente, e estou aguardando serenamente a justiça. Estou acreditando em ter êxito nessa empreitada”, assegurou Bonifácio.

O suplente relembrou o compromisso firmado pelo  governador José Maranhão de convocar um deputado para compor seu governo e, assim, abir uma vaga no Congresso, porém a promessa não foi cumprida:  “Havia esse compromisso do atual governador Maranhão, que quando assumisse chamaria um deputado para uma secretaria e eu assumiria como primeiro suplente; no desenrolar da política esse compromisso não foi cumprido, os motivos até agora não são claros”.

José Maranhão utilizou o mesmo argumento que foi usado para Guilherme Almeida, culpando o PSB, que em ata, teria proibido a passagem de deputados para cargos no Estado. O argumento não convence Bonifácio, já que a resolução do PSB destinava-se apenas a deputados estaduais: “Até o ponto que eu sei Ricardo Coutinho não obstaculou a ida de deputados federais para nenhuma secretaria, então essa justificativa não procede”.

Rocha reafirmou apoio ao projeto de reeleição do prefeito Ricardo Coutinho, e sugeriu que para 2010 Maranhão junte-se ao grupo socialista: “acho que todo apoio é válido”, finalizou. 

PB Agora