Policial

Bombeiros encontram corpo de jovem desaparecida domingo

Bombeiros resgatam das águas do Rio da Cruz corpo de mulher nas proximidades da comunidade conhecida por “vapor” no bairro Monte Castelo nesta terça feira (13).

Francisca dos Santos Batista (23), estava desaparecida desde o último domingo (11), quando saiu de casa com algumas amigas dizendo que iria tirar algumas fotos próximas do Rio, na localidade conhecida como Serrote da Cruz no mesmo Bairro.

As amigas disseram aos familiares que ela teria escorregado e por não saber nadar, afundou e desapareceu em questão de segundos.

O Corpo de Bombeiros já estava na localidade à procura do corpo de Francisca desde o domingo, mas até no início das primeiras horas da manhã não havia localizado.

Segundo as informações, dois homens que passavam a cavalo próximos as águas do rio localizaram alguma coisa estranha e avisaram imediatamente aos soldados do Corpo de Bombeiros que permaneciam no local a procura pelo corpo.

Quando os Bombeiros se dirigiram até a localidade apontada pelos cavaleiros se depararam com o corpo da jovem já em adiantado estado de putrefação.

Muitos curiosos permaneceram no local, que inclusive é de difícil acesso para ver o resgate. A equipe do Corpo de Bombeiros estava sendo comandada pelo subcomandante Saulo que participou inclusive da operação. Uma guarnição da Polícia Militar também se fez presente e isolou a área para evitar a aproximação das pessoas.

É comum nessa época do ano em Patos acontecer tragédias com as pessoas que se arriscam nos açudes, rios, quando esses estão transbordando a fim de se divertirem. Mas o Corpo de Bombeiros alerta que todos tenham bastante cuidado ao tomar banho nesses mananciais e principalmente pessoas que não sabem nadar.

Francisca dos Santos Batista morava com seus Pais e deixou uma criança de colo, com aproximadamente 8 meses de vida. A família entrou em desespero quando soube que o corpo havia sido encontrado.

Os policiais aguardavam a chegada da perícia e do Rabecão da Polícia Civil para remoção do corpo da mulher para o IML (Instituto Médico Legal) para os levantamentos de praxe.

Por Mário Frade/Portalpatos

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close